História

O ritual envolvido no processo de produção artesanal de pães, é sem dúvida algo que me interessa. Foi vendo alguém modelando pães, que a vontade de produzi-los surgiu. Minha primeira vez foi no restaurante El baqueano, uma funcionária do restaurante me ensinou a fazer pães de alho.

Durante uma viagem a Argentina em fevereiro de 2015,  no restaurante de amigos, observei na cozinha como era feito o pão servido no jantar da noite anterior, muito elogiado por todos. Não conhecia aquela receita que permitia modelar o pão com as mãos, uma liberdade que me fez querer experimenta-la. No dia seguinte estava na cozinha ajudando a fazer os pães para o jantar.

Quando voltei para casa no Brasil, deixei de comprar pães e passei eu mesmo a produzi-los. Minha curiosidade me levou a tentar novos sabores, dando origem a esta característica de minha produção, uma grande gama de sabores.

Depois a leitura me fez querer experimentar outras maneiras de produzir, voltar o mais próximo possível da origem. Surgiu assim, em 2015, meu fermento natural feito a partir da fermentação de uma maça verde.

 

Fotos by Miguel Brasil